2018.2
Cidade e Patrimônio

No 2º semestre de 2018,  experimentamos outro modo de fazer grupo de estudos. No sábado, 8 de setembro, foi a vez de Salvia Braga, Virna Benevides e Aline Albuquerque. 

 

Salvia propôs um jogo de caça ao tesouro pela Casa do Barão de Camocim. A cada carta-pista, trazia à tona detalhes históricos sobre a Casa e suas mudanças recentes, além das histórias que ela viveu e vive com as artes e esse espaço. 

 

Com fotografias realizadas de dentro do edifício São Pedro, Virna deu seguimento ao debate sobre memória, patrimônio, especulação e urbanidade, fazendo-nos pensar em modos de existência e resistência. 

 

Em seguida, Aline contou de suas pesquisas com ruína e ornamento no Predinho e propôs a criação de plaquinhas de papelão, barbante e tinta preta. Nessa materialidade precária, toda a força das palavras de (des)ordem.

insta_1864558098071344898.png
Cópia de IMG-3731.JPG.jpg
Cópia de IMG-3831.JPG
insta_1864558082804031649
insta_1864558151523491482
insta_1864558117079784896
insta_1864558137699027727_edited
insta_1864558167478504727
insta_1864558000386064167_edited
insta_1864558054937131583
insta_1864558018497013117
insta_1864558067780118636
Cópia de IMG-3828.JPG
  • 1597748
  • facebook_logo_icon_147291